quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Jovens: o futuro do empreendedorismo

Empreender parece ser fácil, para uns e um bicho de sete cabeças, para outros, mas ser organizado, buscar por conhecimento e ter foco, torna tudo mais fácil e a hora de começar a se educar financeiramente é na infância
Hoje em dia, os jovens estão querendo ser os próprios chefes. Vendo as dificuldades do atual cenário econômico e a falta da oferta de emprego, muitos veem no empreendedorismo a chance de mudar de vida.
Vários empreendimentos são afetados pela crise e um dos motivos é a falta de orientação. Sabe qual é a hora de começar a ser consciente financeiramente? Na infância e na adolescência. Quando se é criança, os olhos brilham quando encontram aquela boneca linda ou aquele carrinho de controle remoto.  Quando se é adolescente e todo final de semana a galera sai para lanchar é claro que você não pode ficar de fora. E são nesses momentos que os pais devem orientar.
Como fazer isso? dê ao seu filho por semana um real de acordo com a idade (ex: meu filho tem 10 anos, então todo domingo vou entregar a ele 10 reais), e com esse dinheiro ele vai comprar o brinquedo que ele tanto quer ou curtir uma festinha com os amigos.
A juventude de hoje gira em torno da internet e para saber uma coisa que está acontecendo do outro lado do mundo, basta apenas um clique.  O acesso ao conhecimento, de forma mais rápida e fácil e o interesse por inovar, é o que torna os negócios gerenciados por jovens mais duradouros e com chance de alcançar maior sucesso.
Se você é jovem e pensa em investir no seu próprio negócio, comece pelos seguintes passos:
Analise sua situação atual
O primeiro passo para iniciar uma educação financeira é se fazer algumas perguntas, começando por: Como andam as minhas finanças? Eu tenho reservas? O que eu tenho feito para ser empreendedor? Eu sei fazer a distinção entre o que é essencial para a vida e o que é supérfluo? A partir dessas respostas inicie a tomada de controle da sua vida financeira.
Comece um planejamento financeiro para o futuro
Para iniciar, passe a anotar tudo o que você comprar mesmo se custar cinco centavos. Estabeleça metas e sonhos, classificando-os em curto, médio e longo prazo e estipule um valor que será destinado à realização deles, (sugiro que você separe 10% dos seus ganhos para os sonhos) e o restante 90% você vai destinar as despesas. Para se organizar, no site www.dsop.com.br, vai encontrar planilhas para download.
 Coloque a mão na massa
Sabendo quais são as metas de curto, médio e longo prazo, fica mais fácil para se organizar financeiramente. Agora é a hora de por a mão na massa. Ao começar a executar o seu planejamento, repita para você todos os dias e nos momento em que você queira dar aquela escorregada, “não vou gastar mais do que eu ganho! Eu tenho um sonho”. Lembre-se também, que imprevistos acontecem, sempre tenha uma reserva.  
Crie o hábito de poupar

Poupar é um hábito. Já ouviu falar naquele ditado “uma mentira dita 21 vezes, se torna uma verdade”? Então, as palavras tem poder. Diga para você mesmo que vai poupar e você vai conseguir. Faça o seguinte exercício para começar, guarde todos os dias um real e com o passar dos dias poupar esse um real, será parte da sua rotina, ou seja, adquire um novo hábito.
www.paulocosta.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário