quarta-feira, 19 de agosto de 2015

O QUE VOCÊ FARIA SE GANHASSE UM MILHÃO HOJE?

Alguma vez você já parou pra pensar em quanto tempo, durante uma semana comum, você passa ganhando dinheiro com seu trabalho, tomando decisões em como gastá-lo, pensando em formas de obter uma renda extra ou livrar-se das dívidas? Se ainda não, peço que faça isto neste momento.

Dia desses, a título de curiosidade, digitei a palavra “dinheiro” no Google, e foram encontrados aproximadamente 48 milhões de resultados. Ofertas que vão desde notícias e orientações sobre investimentos, negócios e planejamento financeiro a ferramentas para auxiliar na gestão do orçamento e nas finanças pessoais.
De acordo com as estatísticas, as questões financeiras representam um dos principais motivos de separação apontados pelos casais. Afinal, qual o casal que nunca brigou, discutiu ou mesmo teve uma simples discordância sobre como usar o dinheiro, não é mesmo? Mas não para por ai. Diversos institutos de pesquisa e universidades do mundo todo incluem “problemas financeiros” entre os 10 maiores medos da humanidade. Milhares de pessoas têm passado por desafios financeiros como dívidas, trabalho frustrante ou economias inadequadas.
Ao longo dos últimos 15 anos, em minha experiência como coach financeiro, centenas de pessoas das mais diversas personalidades, culturas e classes sociais, me procuraram desesperadas, sem saber o que fazer e por onde começar para se livrarem do abismo financeiro infindável a qual estavam submersas.
Quando passam por tais situações, é comum a essas pessoas se fazerem questionamentos do tipo: “O dinheiro é um mal?”; “O dinheiro é importante?”; “Será mesmo que o dinheiro traz felicidade?”; O dinheiro está ligado a segurança ou insegurança?".
Você mesmo pode, por mais um instante, refletir sobre como avalia suas finanças. Como você lida com o dinheiro? Em que acredita sobre dinheiro e prosperidade financeira? O que aprendeu com seus pais sobre finanças?
É importante termos respostas para perguntas como estas, especialmente porque nós, brasileiros, não aprendemos educação financeira na escola e pouquíssimos de nós tivemos a oportunidade de aprendê-la de forma saudável em casa.

Vivemos numa sociedade que ensina coisas do tipo: “Você ganhou o seu dinheiro, agora gaste-o da forma que quiser e você será feliz.”. Ou então: “Você pode contrair dívidas quando quiser; compre agora e pague depois.”. Com isso, no Brasil, os trabalhadores assalariados, na sua grande maioria, vivem de forma desorganizada e sem planejamentos para equilibrar suas finanças. Encontram-se sem reservas, gastam mais do que ganham e estão em total descontrole financeiro.
O que você faria se ganhasse um milhão de reais hoje?
O mais importante não é aquilo que faria se tivesse um milhão de reais, mas aquilo que está fazendo com os cem, cinquenta ou mesmo dez reais que possui. Você sabe exatamente quanto você gasta por mês com padaria, supermercado, farmácia? Comece anotando todos, mas todos os seus gastos, até as gorjetas, estacionamento e pedágio. Você vai se surpreender.
Veja mais informações em : www.paulocostaconsultor.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário