segunda-feira, 11 de maio de 2015

Seu filho é consumista? Faça teste e descubra

Responder a pergunta “Como você está educando seu filho em relação ao dinheiro?”, muitas vezes não é fácil, já que as vezes nem os pais sabemos lidar com o dinheiro de forma sustentável.
Para o educador financeiro Reinaldo Domingos, diante de tantas oportunidades e publicidades está se criando uma geração de crianças consumistas. “As ferramentas comerciais fazem com que  as crianças fiquem ‘hipnotizadas’ e acabem querendo ter tudo o que vem pela frente, e isso sem contar a influência de amigos”, afirma.
Mas, como saber quando uma criança realmente está se tornando consumista? É normal que as crianças sintam desejos das coisas que observam, mas é importante que se tenha em mente que grande parte desses desejos são imediatos e passageiros.
“A situação começa a ficar complicada quando o filho acha que tem a necessidade de tudo que vê na televisão ou em vitrines e, quando não conseguem, fazem birra. Já outras demonstram o consumismo quando recebem mesada e não conseguem passar o mês com o que ganham, passando a pedir mais dinheiro”, explica Domingos.
Ele ainda completa que também há crianças que ganham um presente e logo deixam de lado, quebram ou esquecem em algum lugar. “Se isto está ocorrendo, já é a hora em que os pais repensarem a educação de seus filhos sobre esse tema que é de primordial importância”. Como controlar?
O primeiro passo é encontrar aonde nasce esse problema, e a maioria já irá rapidamente falar que a culpa é da TV ou do marketing publicitário. No entanto, por mais que possa se auferir a esses uma parcela de culpa, os maiores responsáveis pelos comportamentos dos filhos sempre serão os pais ou o meio em que ela vive, já que as crianças se baseiam nas atitudes dos pais. Se você quer educar financeiramente os seus filhos, busque se aperfeiçoar sobre o tema e procure escolas que tenham em suas grades curriculares esse conteúdo. Mas, além dessas preocupações, os pais também tem importância nas influências externas, nesse caso, devem limitar ou controlar o acesso das crianças às mensagem publicitárias e conversar com eles sobre os temas e desejos, também observar com quem as crianças está se relacionando e como isso está influenciando. Faça abaixo o teste e descubra se seu filho é consumista:
1- Quando vocês vão passear no shopping, a primeira coisa que ele faz é:
a- Correr para a loja de brinquedos
b- Tomar um lanche com direito a salgadinhos, refrigerante e sorvete
c- Brincar na área de recreação infantil
2- O dinheiro que ele ganha para comprar lanche na escola:
a- É gasto no consumo de guloseimas e ainda pede emprestado aos amigos
b- Compra sanduíche, suco e gasta o troco em doces
c- Compra o lanche e o troco guarda no cofre
3- Ele está louco para ganhar um novo jogo. Quando você sugere que ele mesmo compre com o dinheiro que ganhou do avô a resposta é:
a- “Eu não. Esse dinheiro é meu. Não vou gastar com isso”
b- “Estava pensando em comprar outra coisa”
c- “Tudo bem, mas vou ter de juntar mais um pouco”
4- Quando quer um brinquedo e você diz não, explicando que é caro, ele:
a- Começa com ataques de birra na loja mesmo
b- Insiste um pouco, ameaça chorar, mas não chega a tanto
c- Nem discute e pergunta se pode levar outro, mais barato
5- Frente a uma situação dessas, como você reage?
a- Acaba cedendo porque detesta passar vergonha em público
b- Negocia para comprar o brinquedo no Natal, explicando que então terá dinheiro suficiente
c- Aceita a sugestão de troca e permite que ele escolha um brinquedo dentro do preço estabelecido por você
6- Sua filha adora uma personagem dos desenhos infantis. Para seu aniversário ela pediu:
a- A coleção com todas as bonecas da coleção, mais o laptop, a mochila e os filmes com o tema
b- Sua boneca preferida e um acessório
c- Qualquer item com o tema que ela gosta
7- Seu filho sabe distinguir o que ele precisa realmente do que ele quer?
a- Não. Para ele, o que importa é o que deseja
b- Às vezes confunde uma coisa com outra
c- Nem sempre, mas aceita bem a argumentação dos pais
8- Ele é cuidadoso com seus brinquedos e pertences?
a- Não tem o mínimo cuidado com nada
b- Mais ou menos. Às vezes não guarda, mas não costuma quebrar quase nada
c- Ele é cuidadoso com todas as suas coisas, não apenas com os brinquedos
9- Quando um colega da escola aparece com um tênis ou brinquedo novo, ele:
a- Chega em casa exigindo que quer um igual
b- Ele até pede, mas se recebe um “não, agora não dá”,  não insiste muito
c- Ele é desligado para essas coisas
10-Como se sentiria se fosse a única criança da turma que não tem um aparelho eletrônico da moda:
a- Não pararia de falar nesse assunto até conseguir
b- Ele gostaria de ter, mas não parece sofrer muito por causa disso
c- Entenderia perfeitamente que, no momento, não dá para comprar e juntaria dinheiro para comprar em outro momento
Contagem de pontos 
Cada resposta A vale 0 ponto Cada resposta B vale 3 pontos Cada resposta C vale 6 pontos   Resultado De 0 a 18 pontos
Seu filho talvez ainda não tenha idade para entender em profundidade o que vem a ser administração financeira, mas é importante que os pequenos comecem a ter noções do valor do dinheiro e que nem sempre seus desejos podem ser atendidos na hora em que querem. Os pais precisam ficar atentos ao seu comportamento consumista para que não venham a ter problemas mais tarde. Procure definir com a criança sonhos e prazos; desta forma, fica mais fácil manter o foco e escolher o que é mais importante: sonhos ou desejos momentâneos.   De 19 a 42 pontos
Como qualquer pessoa, seu filho demonstra ter desejos de consumo, o que é uma atitude perfeitamente saudável, se for bem direcionada. Não há nada de errado em querer um celular ou um tênis novo, por exemplo. O problema começa quando a criança imagina que pode ter tudo ao mesmo tempo. Talvez, esse seja um momento propício para a família começar uma conversa com a criança sobre sua real condição financeira e ajudá-la a definir metas de economia que ajudem a garantir a realização dos seus sonhos. Aproveite a deixa para iniciar também um projeto de poupança familiar para as próximas férias.     De 43 a 60 pontos
Parabéns! Ele apresenta o perfil de poupador e não de esbanjador. Mas é importante ensiná-lo também que juntar dinheiro por juntar, não faz muito sentido. É preciso ter sonhos e objetivos, pois dinheiro é um meio, uma ferramenta para alcançar os objetivos, além de satisfazer as nossas necessidades. Definir sonhos individuais e familiares ajuda a criança a manter o foco e fazer boas escolhas em relação ao dinheiro/consumo. Essas realizações periódicas também evitarão que a criança se torne avarenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário