quinta-feira, 19 de março de 2015

Aposentadoria: um assunto para pais e filhos

Já disse aqui diversas vezes sobre a importância de se ter uma previdência complementar a do INSS. No entanto, dessa vez, além de reforçar essa ideia, quero mostrar que o problema que temos hoje com diversos aposentados não tendo sustentabilidade financeira pode ser resolvido se já inserimos as crianças nesse assunto.
Sei que nem mesmo os pais, muitas vezes, se preocupam com esse assunto, e que, por isso, é difícil transmitir esse conhecimento aos filhos. Mas quero chamar a atenção de toda a família para esse tema importantíssimo, pois, quando todos estão envolvidos em um mesmo objetivo, fica mais fácil.
Começo dizendo o motivo de não devermos depender apenas da previdência social: para uma pessoa ganhar 2 mil reais por mês após parar de trabalhar, por exemplo, precisaria contribuir com mais de 700 reais por mês ao longo de 30 anos, o que, convenhamos, não é algo tão viável. É claro que o INSS é importante, mais que isso, é um direito do trabalhador, mas não impede de ter algo a mais.
Para auxiliar nesse processo, uma ótima ideia é buscar se educar financeiramente, por meio de livros, palestras,workshops e cursos – alguns online e até gratuitos. Para ensinar as crianças, há também livros de educação financeira voltados a esse público, no entanto, a melhor maneira é dando o exemplo, pois os filhos se espelham nas atitudes dos pais.
Comecem juntos a fazer uma previdência privada; para vocês, adultos, pois nunca é tarde demais para começar, e para eles, que fará uma grande diferença em longo prazo para realizar o sonho da aposentadoria tranquila e sustentável. Para isso, a palavra de ordem deve ser planejamento. Após se educarem financeiramente juntos e entenderem a importância desse assunto, é hora de escolher a melhor opção de previdência privada.
Há dois tipos: PGBL e VGBL. O plano de previdência PGBL é recomendado para quem tem retenção de imposto de renda sobre seus ganhos, que dá o direito de abater 12% sobre o imposto devido na declaração de ajuste entregue no ano subsequente em abril. No caso de VGBL, é recomendado para aqueles que não tenham imposto de renda retido na fonte.
É preciso ter muita atenção na rentabilidade desses investimentos; os custos de taxa de carregamento e administração devem ser objeto de análise. As seguradoras vêm apresentando produtos muito interessantes, visto que as mesmas trazem taxas baixas e até a não cobrança na taxa de carregamento. A recomendação é que se analise anualmente e compare com outras instituições e planos, visto que não existe custo para fazer portabilidade.
Embora não seja um assunto cultural nosso, os pais não estão sozinhos nessa empreitada. Milhares de escolas espalhadas por todo o território brasileiro possuem educação financeira em sua grade curricular para alunos de todos os ciclos de ensino, introduzindo-os a essa tema tão importante para a construção de gerações mais conscientes.
Lembrem-se: quanto antes começarem a poupar, mais fácil será a realização do sonho da aposentadoria sustentável.
Reinaldo Domingos

Nenhum comentário:

Postar um comentário